Agenda em Poços de Caldas teve grande participação do público

Cidade turística e maior da região debateu ideias para o desenvolvimento criativo e sustentável.

    • ACidadeON
    • OA Eventos
Centenas de pessoas lotaram o Espaço Cultural da Urca em Poços de Caldas (MG) para debater ideias para o desenvolvimento sustentável e criativo da principal cidade turística do Sul de Minas. A discussão foi promovida pelo seminário Agenda Minas, realizado na sexta-feira (22). A palestrante convidada foi Ana Carla Fonseca, que é escritora e consultora da ONU para economia criativa. O evento também contou com a participação de pessoas da cidade que, de alguma forma, já promovem ações que buscam integrar moradores e turistas com as questões locais. O Agenda Minas é promovido pela Oceano Azul, com apoio Institucional da EPTV e patrocínio do Governo de Minas Gerais.
Na abertura do evento, o gerente Regional da EPTV, Paulo Brasileiro, comentou que o papel da emissora é promover discussões para integrar toda a região, criando oportunidades de desenvolvimento. O representante do Governo de Minas, Reginaldo Roberto da Silva, destacou a importância da inciativa para o Sul de Minas. Ainda no momento de abertura, o prefeito de Poços de Caldas, Sérgio Azevedo (PSDB), reforçou que o Brasil precisa encontrar novos caminhos e mudar a forma de administrar; que a cidade não pode ser uma ilha, e deve buscar parceiros para soluções criativas.
A palestra
Em sua palestra, a escritora Ana Carla Fonseca fez relatos da importância de todos participarem do desenvolvimento da cidade. Cada um pode contribuir com a sua ideia. Para isso, a consultora da ONU apresentou exemplos de pessoas que, com ações simples, conseguiram fazer a diferença no lugar onde vivem.
Ana Carla lembrou que metade das profissões que hoje existem vai ser extintas nos próximos anos e novas habilidades surgirão. “A cidade pode ser um grande laboratório dessas habilidades do futuro. A cidades precisa ser criativa para vencer essas dificuldades que se apresentam. E cidade criativa é aquela que se reinventa”, afirmou a escritora.

Exemplo do bolo de chocolate
Para mostrar como é importante pensar a cidade como um todo, mas dando a devida relevância para cada característica e espaço, a palestrante convidada usou a comparação com um bolo de chocolate onde todos os ingredientes são importantes, não dá para retirar nenhum, senão o resultado não vem. “Vamos pensar grande. A cidade é um sonho coletivo e, claro, agir coletivamente”.

Painel de ideias com convidados
Três moradores de Poços de Caldas participaram no momento de debate de ideias.
Juliano Silva, formado em marketing e que desenvolve projetos voluntários para divulgação e cuidado com os pontos turísticos da cidade.  Gisele Ferreira idealizadora da Feira do Livro e a Feira Literária contou como esses eventos têm contribuído na divulgação da cidade. E a professora de arquitetura da PUC Poços, Adriane Almeida Mathes falou de estudos e ações que estão sendo feitos para o desenvolvimento “humano” da cidade. Citou exemplos da busca pela preservação dos bens tombados.
No fim, a plateia também pôde fazer perguntas e expor outras ideias para Poços de Caldas ser mais criativa, buscando o desenvolvimento sustentável, preservando suas belezas naturais.

 


0 Comentário(s)