Projeto a médio prazo da China prevê a transformação de produtos com maior valor

Gigante asiático quer trocar o 'Made in China' pelo 'Created in China'

    • ACidadeON/Ribeirao
    • José Manuel Lourenço

 Divulgação

 

A China se cansou de ser o país do R$ 1,99. Em vez de inundar o mundo com mercadorias de qualidade duvidosa e preço imbatível, a ideia é desenvolver produtos com alto valor agregado. Em resumo, o gigante asiático quer trocar o ‘Made in China’ pelo ‘Created in China’.

O ponto de partida é um plano do governo que prevê a transformação do perfil do país até 2030. E a corrida já começou.

Até o ano passado, a China já havia registrado cerca de 700 mil patentes de produtos de alto valor agregado. As áreas prioritárias são novas energias, conservação energética e proteção ambiental, biotecnologia, novos materiais, nova TI, manufaturas de ponta e veículos de energia limpa. 2030 é o prazo dado pela China para transformar o perfil dos produtos fabricados no país, ganhando mais valor.

Quem organiza
A realização do evento é da Oceano Azul Eventos, que faz parte das Empresas Pioneiras. O Agenda tem, ainda, o apoio institucional da EPTV.

SERVIÇO
Agenda Minas 2017
Tema: Cidades Criativas e Cidadania Ativa
Data: 8 de dezembro
Horário: das 8h30 às 11h30
Local: Teatro Municipal Christiane Riêra
Endereço: Avenida Doutor Jeferson Dias, 500 - Itajubá - MG

EVENTO GRATUITO
Quer se inscrever ou saber mais detalhes sobre o Agenda Minas 2017? Acesse o hotsite www.agendaminas.com


 


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.